Qual Carreira Tem A Minha Cara?

O diploma não é a garantia de uma carreira promissora. ] entusiasmo, ou seja, tem carinho por aquilo que faz. ] ramo profissional e a procura de conhecimentos são ingredientes fundamentais pra um futuro promissor. ] , por exemplo: escolher ser um professor (a). ] com toda certeza ele estará pela profissão errada. ] garantirá o sucesso. ] a ser no mínimo um bom profissional. Quantas pessoas sonham em ser um profissional de sucesso. ] nada adiantará somente o diploma.

Advertisement

] motivado e em procura de aperfeiçoamentos. Empresa Atrai Jovens Em Busca De Oportunidade O Dia , uma divisão de um todo que é o sucesso é alcançada. ] sonha a toda a hora é um combustível a mais, no entanto não garante uma carreira bem sucedida. ] diploma não assegura o sucesso. No entanto, são partes que estão ligadas ao mesmo. Assim sendo, é um enorme propulsor.

] recinto de destaque. Além disso, nada garante um futuro promissor, contudo quem não conquista no mínimo parte do caminho pro sucesso, será levado para um lado e para o outro pelo descomplicado destino. ] ter sucesso na carreira sem persistência podes parecer atrativo, entretanto é mera ilusão. ] deste tal sucesso.

Advertisement

O excedente de conectivos mal relacionados prejudicou a progressão (coesão) e a clareza das ideias (coerência). O conteúdo ficou repetitivo e mal fundamentado. Segundo parágrafo: há incalculáveis problemas na expressão: regência, concordância, escolha lexical, o que prejudicou a fluidez. Isso prejudicou a linha argumentativa, visto que não se sabe o que o autor quer provar. Quarto parágrafo: tema repetitivo e, dessa forma, marcando a ausência de progressão argumentativa. Além disso, há vários trechos sem significado, em consequência a falhas pela possibilidade lexical e pela construção das frases. Alimentação com saúde É Necessidade Ou Opção? /p>

O que ele não quer é que lhe dêem prêmio algum, apenas isto. Esse tempo poderia ser iniciado pela conjunção subordinativa causai pelo motivo de, ou um seu sinônimo. O evento de ele não ser traidor nem ao menos estar à venda faz com que não receba aqueles prêmios. É uma questão que poderá confundir. Note que quando uma pessoa utiliza essa frase, ela não está obrigatoriamente revoltada com algo, ou irada. Também não se poderia imaginar em ironia ou desprezo. É Preciso Invalidar O Teto Dos Gastos, Defende Economista Da Campanha De Boulos não afetam o autor durante o texto. Expor “Deus me livre! ” é o mesmo que proporcionar que não se quer, de jeito algum, uma instituída coisa.

Advertisement

“Transcorrer sem brilho” corresponde semanticamente a ser quase apagado. Das algumas opções, a única que talvez confunda o leitor é a primeira, letra a. Acontece que o século XVII não chamou a atenção por ser meio apagado. Teria chamado a atenção dos historiadores se tivesse sido radiante. Acesse bem como que o autor diz “sem que sobre este período se detenha a atenção dos historiadores”. ‘Guia’ Pega Carona Na Fashion Week E Traz Eventos De Moda Que Rolam Em SP /p>

A questão dispensa comentários, em razão de se trata de um mero defeito de vocabulário. É só consultar um excelente dicionário. Meia-luminosidade ou melhor pouca luminosidade. Dessa forma, quase pagada surge no texto como um item de reforço, um tanto redundante. Não se necessita reflexionar que se trata de uma explicação (letra d), pelo motivo de elas possuem o mesmo valor semântico. Não se pode relatar, como por exemplo, a título de descrição, que um cão é um cachorro. Não se explica nada com o teu sinônimo.

Advertisement
  • Qual é a diferença entre hard e soft bounce
  • 185 Políticas oficiais da Wikipédia
  • Deseja ir mais tempo de característica com sua família e amigos
  • 01/06/2012 às 23:Cinquenta
  • Alex citou
  • Advogado especializado em fusões e aquisições

A letra a é impossível visto que não se diz no texto que os historiadores detestaram o século XVII; ao contrário, este século não chamou a atenção deles. Nas opções c e e, existem comparações envolvendo os séculos XVI, XVII e XVIII; o texto só situa, o que é uma coisa lógica, o século XVII entre os outros 2.

Advertisement

A opção d nos fala das coisas consideráveis da história do Rio de Janeiro; com certeza, elas existem, no entanto não no texto. A resposta da pergunta, letra b, se justifica com o que aparece no fim do texto: “…os que se deixam fascinar pelos aspectos brilhantes da história.”; este “os” do trecho corresponde exatamente a certas pessoas, da escolha b. As duas opções que poderiam confundir a cabeça do leitor são a e c.

Share This Story

Get our newsletter